Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2017

Rosemary's Baby

A base de um dos meus filmes preferidos (apesar do Polanski - e recuso-me a ver mais filmes dele).


A história é conhecida, portanto não me irei "poupar" nos potenciais spoilers; se não conhecem a história e querem uma surpresa, leiam o livro ou vejam o filme primeiro (ou saibam que eu dei 5* ao livro e passem à frente). Embora o filme seja conhecido enquanto um filme de terror, o livro não o é exactamente - não no sentido mais "directo", digamos. Temos por um lado o suspense, que pode ser a parte mais assustadora de uma história: vamos juntando as peças da história, mas não sabemos o que irá acontecer, se Rosemary irá morrer? Se o bebé iria ter uma reacção tipo Alien e sair de dentro dela? O que iriam fazer com o bebé? É em parte isso que torna a história aterradora.

Noto desde já que o filme é extremamente fiel ao livro, detalhes à parte - e, tal como The Stepford Wives, o livro é muito, muito bom. Mesmo tendo em conta as semelhanças, recomendo a leitura do livro…

Decline and Fall

Este livro não é sobre o Império Romano.


A primeira coisa a deixar clara é que me foi difícil ler este livro fora da sombra do Brideshead Revisited - um dos meus livros preferidos. Decline and Fall é o primeiro livro de Evelyn Waugh, e começa também com um estudante de Oxford.

Será que mais alguém conseguiu escrever livros sobre Oxford como Evelyn Waugh?

O protagonista, Paul Pennyfeather, é um estudante de Oxford que não é exactamente a elite aristocrática, e, tendo um futuro à sua frente, sofre uma série de azares e acasos (um pouco como Candide) que o levam a ser, no início do livro, expulso de Oxford por atentado ao pudor (note-se que não é por sua culpa) e perde o direito à sua herança como consequência. Decline and Fall é uma crítica, uma comedy of manners e uma sátira agressiva às elites de Oxford, com um humor semelhante ao de PG Wodehouse. Nesse sentido, é muito diferente de Brideshead Revisited - um livro muito mais sério mas que, ainda assim, tem o seu humor - mas não deixa…

The Prime of Miss Jean Brodie

"It is for the sake of you girls - my influence, now, in the years of my prime."


The Prime of Miss Jean Brodie é um livro pequeno e aparentemente inocente, tendo como figura central (que dá o título ao livro) uma professora na Escócia dos anos 30. Miss Brodie no seu prime, nos melhores anos da sua  vida, viajada, literária, apaixonada e apaixonante, dona de opiniões fortes e métodos de ensino não tradicionais, e pronta para os partilhar com seis raparigas, o "Brodie Set", o seu conjunto de alunas favoritas, que, dos dez aos 18 anos, a idolatram, vão passear com ela, vão a casa dela tomar chá, sob a sua influência constante.

Miss Brodie's special girls were taken home to tea and bidden not to tell the others, they understood her private life and her feud with the headmistresss. They learned what troubles in her career Miss Brodie encountered on their behalf.

O livro segue as vidas de Mary, Jenny, Sandy, Eunice, Monica e Rose, e sabemos desde o início que uma delas…

Linha de Sintra State of Mind

Tinha este livro na wishlist há quase três anos.

Não sei bem como descobri a existência do livro; sei que, na altura, como hoje, o meu coração morava em Massamá e o título ficou sempre na memória. Foi para a wishlist por esse motivo.
Encontrei-o hoje, na feira do livro da Gare do Oriente.

The Notebooks of Malte Laurids Brigge

A review desmotivada de quem escreveu tudo para depois o browser fechar sozinho sem gravar.

De Praga para as minhas estantes, a única obra em prosa de Rilke. Rilke viveu, nos seus vinte e muitos anos, em Paris, e muita dessa experiência é reflectida nesta obra, com toques autobiográficos. Os cadernos de Malte Laurids Brigge são uma experiência única de leitura: não têm uma narrativa coerente ou linear, não são um diário, mas introspecções sobre os mais variados temas: uma sequência de observações, não de eventos, seja daquilo que se está a passar ou de memórias de infância. É isto, e não uma narrativa, que liga os vários textos.

O amor, a vulnerabilidade, a pobreza, o tempo que passou, as experiências passadas, a arte, a poesia, uma beleza estética inegável, o desejo de ser poeta e de fazer parte do mundo quando é impossível sair da nossa própria cabeça; a solidão e a obsessão com a incontornável e inevitável morte, que está presente em tudo. A dúvida que permeia a dedicação à arte.

M…

Peter Rabbit

Para disfarçar o atraso de duas reviews - o último livro lido em 2016 e a primeira leitura de 2017 -, aqui ficam as mais recentes obras da estante.

Um livro que eu desejava ter desde criança, sonho que o meu amor realizou este Natal: os contos de Beatrix Potter.

E vindo de uma das minhas cidades preferidas, Salamanca, um livro que ganhei num giveaway do Goodreads e que, espero, me ajudará na minha demanda de aprender mais español.

Plano para 2017: comprar menos, ler mais. Comprar somente em viagens.