Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2015

A Cup of Sake Beneath the Cherry Trees

Leitura de quem estava com dor de cabeça tal que ler em francês não parecia uma opção viável.

It is a most wonderful comfort to sit alone beneath a lamp, book spread before you, and commune with someone from the past who you have never met.
Que é o que estamos a fazer com este livro (e com tantos outros). Kenkō era um monge japonês do século XIV, que apreciava a sua vida e o seu conhecimento, e as suas observações sobre como se deve viver a vida são, ainda hoje, surpreendentemente, bastante actuais (sendo algumas um bocado datadas, como seria de esperar). Lembrou-me um pouco O Profeta, de Kahlil Gibran, no género de livro de que se trata, mas talvez mais fácil de uma pessoa se relacionar.

If your life did not fade or vanish like the dews of Adashino's graves or the drifting smoke from Toribe's burning grounds, but lingered on for ever, how little the world would move us. It is the ephemeral nature of things that makes them wonderful.

A Cup of Sake Beneath the Cherry Trees é um c…

London Calling

Fui a Londres, vi o Big Ben e tudo isso, e comprei dois livros (e duas canecas). Paris estará sempre no meu coração, mas Londres é a cidade. A voltar, a voltar, a voltar.

I Capture the Castle

Review vergonhosamente atrasada.

Cassandra Mortmain, a narradora, quer aprender a escrever ao escrever um diário, no qual procura "capturar" a sua vida familiar. Cassandra vive com a irmã, o pai, a madrasta e o filho da antiga empregada num castelo em ruínas, em pobreza extrema, na Inglaterra rural, e as suas vidas são pacatas até chegarem os herdeiros americanos do castelo.
I don’t really want to write anymore, I just want to lie here and think. But there is something I want to capture. It has to do with the feeling I had when I watched the Cottons coming down the lane, the queer separate feeling. I like seeing people when they can’t see me. I have often looked at our family through lighted windows and they seem quite different, a bit the way rooms seen in looking glasses do. I can’t get the feelings into words-it slipped away when I tried to capture it.
Resumir este livro ia fazê-lo parecer aborrecido e previsível, quando é divertido e excêntrico, uma história de cresciment…

Há Monstros Debaixo da Cama?

Emprestado pelo meu tigre, que é muito mais incrível que o Hobbes.

Surpreendentemente inspirador, tem partes bonitas, partes com piada, partes que deixam uma pessoa a pensar.

Obrigado por partilhares comigo os teus livros, os teus interesses, os teus cereais, por seres o melhor amigo, o melhor companheiro, pela forma como danças, por me protegeres dos monstros, por todo o teu amor.


5/5

Podem comprar em português aqui, ou em inglês aqui.

Tieta do Agreste

De amor não se morre, de amor se vive.

Se uma mulher é dada à promiscuidade, é uma vadia que é espancada e escorraçada da cidade. Se a mesma mulher, anos mais tarde, enriquece, começa a mandar cheques à família necessitada, a oferecer prendas e a ajudar as pessoas da terra que a expulsou, enviúva de um comendador e regressa a Agreste, é uma santa, filha pródiga, quase canonizada.
Pelo menos até se descobrir que o dinheiro provém de lenocínio.
5/5

Podem comprar uma outra edição aqui.