Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2015

Autobiography by Morrissey

O Morrissey publicou isto em 2013 e foi imediatamente um clássico da Penguin. Porque pode.


Há poucas coisas maiores e mais interessantes que o ego do Morrissey. Quiçá uma baleia azul. Ele é arrogante, é um drama queen, no fundo é um idiota tremendo, mas eu comprei este livro. E vale imenso.

Este livro é uma desgraça autêntica. Não tem capítulos, não tem qualquer organização, não tem qualquer sequência lógica, fala sobre a música que ouvia, começa a falar de referências culturais televisivas a meio de frases sobre a sua família, fala sobre familiares mortos, fala sobre a escola, depois é o seu interesse em música outra vez, cita CONSTANTEMENTE as suas próprias músicas de uma maneira absurda, do género, aqui estava a falar de como acidentalmente figurou numa série qualquer, andando de bicicleta em pano de fundo:

Avril Elgar is the main star of this production of The Stars Look Down, and I, a spot on the horizon, cycling in search of the Hollywood Bowl - a punctured bicycle on a hillside…

Voyage au Centre de la Terre

A primeira leitura conjunta com a pessoa mais importante de sempre.

O terceiro livro de Jules Verne, publicado em 1864 é dos seus livros mais populares, e percebe-se porquê. Acho que a premissa básica da história é conhecida por todos, nem que seja porque o título diz logo o que se passa na narrativa - mas, tal como tantos outros livros que já fazem parte do imaginário e do subconsciente públicos (Dracula, Frankenstein e assim), acho que vale a pena ler o original.
Axel vive com o seu tio, o excêntrico professor Lindenbrock, na Alemanha. Um dia, Lindenbrock, geólogo, intelectual, cientista, descobre um pergaminho islandês do explorador do Séc. XVI Arne Saknussem e, alguns capítulos depois, em jejum e sem dormir, decifram a sua mensagem: Arne diz ter ido ao centro da terra, tendo entrando pelo vulcão Snæfellsjökull, que no livro se chama apenas "Sneffels".

Axel não fica particularmente feliz com a ideia, possivelmente antevendo os seus azares e sofrimento ao longo da aventur…

Snow Falling on Cedars

Comprado por 3€ nuns maravilhosos saldos da FNAC em 2010, em que comprei três livros do Hemingway, eis-me finalmente a ler este court drama.

None of those other things makes a difference. Love is the strongest thing in the world, you know. Nothing can touch it. Nothing comes close. If we love each other we're safe from it all. Love is the biggest thing there is.
O livro começa em Dezembro de 1954, na ilha fictícia de San Piedro, no julgamento de Kabuo Miyamoto, um pescador nipo-americano (é assim que se diz?) que está a ser acusado do homicídio de Carl Heine, um outro pescador da ilha. O motivo para o crime são, aparentemente, sete acres de terra que Kabuo sente que foram roubados à sua família pelos Heines, na altura em que a família Miyamoto, assim como todos os outros japoneses da ilha, foi enviada para Manzanar durante a Segunda Guerra, após Pearl Harbour; Kabuo lutou pelos Estados Unidos na Europa.
Carl Heines foi encontrado morto nas redes do seu barco, e durante o julgament…