Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2014

Revolutionary Road

Peguei neste livro não sei muito bem porquê (outro cujo filme não vi); o meu, uhm, alguém muito especial para mim e cuja opinião me importa, vá, ao olhar para ele, disse ser chick flick.


Não digo chick flick, mas digo desilusão. Por algum motivo (ratings no goodreads?) esperava melhor, mas foi só bastante aborrecido.

2/5

Podem comprar outra edição em português aqui ou em inglês aqui.

Girl, Interrupted

Já li este há uns dias, mas pronto, prioridades.

Suponho que a maioria das pessoas já tenha visto o filme (novamente, eu não), pelo que suponho que a maioria das pessoas saiba também que este livro é uma espécie de auto-biografia da autora, relativamente aos quase dois anos em que esteve internada numa instituição psiquiátrica (no mesmo sítio onde esteve a Sylvia Plath, o Robert Lowell, e outros).
Susanna Kaysen relata como o mundo a via e às suas colegas de instituição, e como a grande questão era sempre "será que isso me pode acontecer?", "é contagioso?", o que, acho, infelizmente não mudou muito. 
Was I ever crazy? Maybe. Or maybe life is… Crazy isn’t being broken or swallowing a dark secret. It’s you or me amplified. 
Relata também momentos e experiências vários, nos quais sabia que não estava a fazer a coisa certa, a reagir da forma certa, mas não sabia o que fazer: obcecar com chão quadriculado, tentar arrancar a pele da mão para se certificar que tinha ossos…