Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2013

Looking for Alaska

MANIC PIXIE DREAM GIRL ALERT!!!!


Comprei este livro como parte de uma box set com todos os livros do John Green, porque estava barata e eu estava curiosa. Decidi começar a ler por ordem cronológica, e este veio primeiro.
O título dera-me a entender que o livro poderia ser sobre pessoas perdidas a tentar chegar ao Alaska. Porém, é sobre um rapaz aborrecido e sem vida social que vai para um colégio interno, onde consegue fazer amigos sabe-se lá como e se apaixona por uma rapariga supostamente inalcançável (embora seja bff do roomie dele), fascinante, mórbida e ~~~damaged~~~ (e, obviamente, incrivelmente bem parecida, senão, quem é que ia querer saber dela?). Que se chama Alaska e que depois morre. Boo-hoo.

Percebam a profundidade da tipa:

"Why do you smoke so damn fast?" I asked.
She looked at me and smiled widely, and such a wide smile on her narrow face might have looked goofy were it  not for the unimpeachably elegant green in her eyes. She smiled with all the delight of a ki…

The Complete Maus

Não sou boa a fazer reviews de Graphic Novels, parte 2.


De qualquer maneira, acho que já toda a gente sabe sobre o que este é:


O mais incrível neste livro foi a forma como Vladek conseguiu sobreviver a tudo pelo que passou durante a II Guerra Mundial: ser prisioneiro de guerra, a morte do primeiro filho, as estadias em Auschwitz e Dachau, tudo o que aconteceu com a sua restante família, e a resiliência e inteligência com que ele conseguiu garantir a sua sobrevivência (e como lutou pela dos restantes), ao conseguir comida, abrigo e dinheiro em situações impossíveis e, quando tudo isso já parecia ter terminado, a depressão e suicídio da sua mulher, Anja.

Ao mesmo tempo, é-nos apresentada a relação conturbada entre Art e Vladek.
4.5/5

Podem comprar esta edição aqui e em português aqui.

Hyperbole and a Half

Não sou boa a fazer reviews de Graphic Novels, um género que nunca tinha lido antes, parte 1.

E como não o sou, vou linkar directamente para o blog que deu origem a este livro. O livro inclui alguns dos posts mais conhecidos do blog, incluindo os sobre depressão:
And that's the most frustrating thing about depression. It isn't always something you can fight back against with hope. It isn't even something — it's nothing. And you can't combat nothing. You can't fill it up. You can't cover it. It's just there, pulling the meaning out of everything. That being the case, all the hopeful, proactive solutions start to sound completely insane in contrast to the scope of the problem.
It would be like having a bunch of dead fish, but no one around you will acknowledge that the fish are dead. Instead, they offer to help you look for the fish or try to help you figure out why they disappeared. 
E outros, novos, incluindo um incrível sobre um ganso (uma ave que, ao c…